Luis Adriano Teixeira está entre as 100 personalidades mais influentes do agronegócio

Ranking é elaborado anualmente pela revista Dinheiro Rural a partir da escolha de consultores, jornalistas e líderes do setor

Luis Adriano Teixeira, diretor-presidente da CRV Lagoa, está entre as 100 pessoas mais influentes do agronegócio no Brasil. O ranking é atualizado anualmente pela revista Dinheiro Rural que, em edição especial neste mês, apresentou as personalidades escolhidas.

A eleição foi feita por consultores, jornalistas e líderes do setor, que indicaram as suas preferências. Os nomes citados representam um setor que movimentou R$ 1,4 trilhão do Produto Interno Bruto em 2017.

No grupo estão representantes da agricultura, proteína animal, bioenergia, cooperativas, entidades, universidade e pesquisa, inovação e tecnologia, insumos, finanças, logística, governo, iniciativa sustentável e consultores.

Médico veterinário formado pela FMVZ-USP de São Paulo (SP), com MBA em Gestão do Agronegócio pela FGV de Ribeirão Preto (SP), Luis Adriano está em sua segunda passagem pela CRV, iniciada em setembro de 2015, quando assumiu a função de gerente de Vendas e Marketing da CRV Lagoa. Desde 1º de março de 2018, assumiu o cargo de diretor-presidente da CRV no Brasil.

A revista destacou que Luis Adriano foi o primeiro brasileiro a assumir o posto de diretor-presidente de uma unidade do Grupo CRV no Brasil: “desde março, está na cadeira que, até então, era ocupada apenas por estrangeiros, na maior central de inseminação artificial do País. Sua missão inclui manter uma liderança que já dura mais de 40 anos”.

Para o dirigente, trata-se de um reconhecimento e uma satisfação pela importância da revista Dinheiro Rural. “Ser lembrado e homenageado por ser o primeiro brasileiro a assumir o grupo holandês aqui no Brasil me deixa honrado e me dá energia para continuar fazendo o melhor. Mas o mérito é de todo o time. Também reforça a responsabilidade de estar à frente de uma das empresas líderes em melhoramento genético bovino no Brasil”, conclui.