1. Todos os membros devem atuar de maneira a perseguir as metas e objetivos da ASBIA, assim como o seu Código de Ética.

2. A publicação de avaliações genética de gado de corte e leite deve incluir pelo menos:
a. Origem da Avaliação;
b. Data do Sumário;
c. Unidade de medida (PTA, PA, EPD, EBV, Kg, Lb, etc.);
d. Confiabilidade (acurácia);

3. A divulgação publicitária (catálogo anúncios, jornais, informativos técnicos etc.) não devem apresentar uma defasagem maior de 60 dias da publicação oficial da prova genética, tanto para gado de leite como de corte. Isto não será exigido para catálogos anuais.

4. Todos os membros utilizarão informações corretas levando em consideração suas organizações e defendendo as mesmas com provas adequadas. Será considerada antiética a utilização de publicidade comparativa utilizando o nome das empresas ou dos touros das empresas concorrentes.

Parágrafo único – qualquer publicação de informações técnicas devem acompanhar a fonte da qual foi extraída.

5. Todos os membros da ASBIA devem conduzir seus programas de treinamento de Inseminação Artificial de acordo com as “Recomendações básicas para treinamento de IA”, a ser preparado pelo Conselho Técnico da ASBIA.

6. A interferência com críticas sem fundamento, sobre técnicas e práticas utilizadas por um concorrente, é considerado antiético pela ASBIA.

7. Denegrir a qualidade de produtos, raças ou serviços dos sócios da ASBIA por funcionários ou representantes é considerado altamente anti-ético pela entidade e tal ato deve ser rechaçado pelos produtores, pois cada item tem seu nicho, objetivo e validade.

8. Qualquer dúvida ou desacordo na interpretação desses códigos deve ser submetido ao Conselho da ASBIA, para que sejam dirimidas tais dúvidas.

9. O Comitê de Ética estará incumbido de receber denúncia de infração do Código de Ética, julgando a sua procedência e emitindo parecer ao Conselho Administrativo para punição da empresa infratora do Código.

10. Caso as provisões desse código violarem qualquer lei municipal, estadual ou federal, nem a ASBIA ou qualquer um de seus membros devem ser responsabilizados ou punidos pela concordância com os mesmos

As denúncias devem ser enviadas para a ASBIA (asbia@asbia.org.br) que por sua vez as encaminhará ao Conselho de Ética.